domingo, 6 de novembro de 2011

Café!



Ele não conseguia dormir essa noite, "de quem foi à culpa?" . Era seu pensamento fixo, porque a resposta não lhe era evidente mesmo sendo tão importante, a ponto de ser a chave para continuar?
Partir eh tão fácil e tão difícil...
(...) é um momento apenas, mas que acaba com todos os outros
ele não sabe por que a cama parece tão vazia essa noite, já faz meses que ela decidiu partir
será que seu café não era tão bom assim? E os restaurantes eram baratos demais?
Onde foi que meus sorrisos e minhas coisas comuns deixaram de ser importantes? Ele se lembrou de quando num momento oposto ela decidiu ficar, trouxe apenas uma mala e um sorriso
à solidão agora era dividida com outra pessoa e tudo era em dobro, inclusive seus pobres sonhos.

Desde que começou a pensar nisso tudo só se passaram 2 minutos. Meu deus! Onde ela esta agora? Agora ele percebeu q escolheu o caminho errado
para que pensar onde ela esta?
Esse eh seu maior erro!
Talvez ela esteja levando a mala e o sorriso para outro alguém

Ele levantou vagarosamente, e foi preparar um chá
é talvez ela gostasse mais de chá do que de café!
Por que ela nunca me disse? O que eu nunca disse?
Eu um segundo as perguntas sumiram, só ele e a escuridão no corredor entre os cômodos do apartamento
ele não pode aguentar, respirou fundo até não existir nada entre ele e a parede fria ele deixou seu corpo e seu coração cederem
não existe nada nele agora, a xicara caiu ao chão, o chá também se foi, as lagrimas vieram sem perguntar
...
ele voltou a si, levantou e com calma, foi ate a cama
e tudo recomeçou, mas com a certeza
" a culpa foi toda minha, pois ela não gostava do meu café!!"