quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Apenas Papel... Foi o que você disse!

E você disse que tudo estava no fim, eu não acreditei, eu nunca acreditei, não há palavras suficientes pra escrever o que eu sinto hoje! Talvez o hoje nem exista mais!


"Oi de novo amore!!! Eu estou aqui escrevendo para você mais uma vez, nem que seja pela última, porém preciso deixar claro algumas pontas que ficaram soltas. Primeiramente, eu realmente não te entendia. No começo, quando você dizia que não gostava da vida, que gostaria de sumir, que queria se suicidar, eu achava que tudo não passava de uma grande bobagem. Achava! Comecei a te entender à partir do dia em que você foi embora e nós terminamos o nosso namoro. Cara, como eu me arrependi de não me esforçar para compreender a sua historia, o seu ponto de vista. Mas como você mesma disse, o destino possui suas ironias, e a mais corriqueira delas foi nós nos encontrarmos novamente. A chama ainda estava viva. Dentro de mim, dentro de você (pelo menos, eu acredito). Reatamos algo de vidas passadas, pois a nossa ligação é tão forte que uma simples geração não é suficiente pra comportar tudo.
Avançam alguns dias. Decidimos selar o romance com uma aliança, um único desejo e milhares de sonhos, dos quais daria tudo para torna-los realidade. Errei bruscamente, não respeitei a aliança, interrompi o desejo, destruí os sonhos. O pior isso gerou consequências, graves demais. De volta ao presente. (...)
(...) Estou séculos atrasado. Porém a força para nunca desistir ainda está dentro comigo e queria muito, muito mesmo, que você soubesse de uma coisa: Eu te amo...
Posso chorar rios, posso transpor barreiras, porém se tudo isso não valer a pena, volto a repetir tudo mesmo assim! Por você! A felicidade. Errei, admito. Errei muito. Erros desprezíveis dos quais terei pesadelos eternos e me sinto um lixo pelo que fiz. Você não merece ouvir tais palavras, você não merece tais atitudes. Mesmo assim, mesmo eu cometendo diversos erros, você gosta de mim, me respeita. E só o fato de você ter citado o meu nome ao menos uma vez já valeu. Já valeu essa pequena jornada com você, mesmo que não seja fácil. Prometi te ajudar. Prometo cumprir...
 Ainda não consegui entender como isso surgiu, porém nosso amor não quero que apague.(...)
(...) Sou eternamente grato. Peço-lhe perdão, por tudo de mal que fiz. Saiba que tudo foi por você. E por nós...
Nós. Essa foi a palavra que faltou no meu vocabulário durante esse tempo.
Espero que você me entenda... Por favor, não me odeie, não me ignore, não me esqueça.
Te amo...
...And please, don't cry... I still love you Baby!"

" Se para você não é nada são só palavras!!"

Um dia talvez tudo isso tenha sido verdade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário